Sistema de Ensino Finlandês inspira docentes do INSG/Castelo               

Home/Colégio/Sistema de Ensino Finlandês inspira docentes do INSG/Castelo               

Sistema de Ensino Finlandês inspira docentes do INSG/Castelo               

Uma jornada de conhecimento realizada no mês de setembro possibilitou aos educadores e gestores da Rede Salesiana Brasil, e especialmente do Instituto Nossa Senhora da Glória – INSG/Castelo, desvendar os segredos da excelência do sistema de ensino da Finlândia, renovando a certeza de estar trilhando o caminho de uma educação de qualidade para os estudantes salesianos e inspirando melhores práticas pedagógicas.

A delegação do INSG/Castelo formada pela diretora geral, Ir. Carmelita Agrizzi, a gestora pedagógica, Cíntia Manhães e a coordenadora do Ensino Fundamental I, Patrícia Certório e equipe administrativa, participou de palestras sobre o sistema educativo finlandês e formação de professores, conheceram as Bases do Sistema Educacional, as estruturas das escolas, a política de avaliação e as perspectivas para o futuro da educação, além de visitarem diversos espaços educacionais, como o Ministério da Educação da Finlândia.

“Foi uma experiência única que comprova o que já acreditamos: a escola precisa ser de fato uma comunidade educativa, pois só é possível educar em um ambiente saudável”, avaliou a diretora do INSG/Castelo, Ir. Carmelita, seguida da gestora pedagógica, CÍntia Manhães. “Sempre acreditei que as salas de aula têm influência direta na metodologia de ensino. Destaco também como exemplo da Finlândia a formação dos professores e a importância dos laboratórios no processo de ensino aprendizagem”, pontuou.

Após o intercâmbio a coordenadora pedagógica do Ensino Fundamental I, Patrícia Certório, ressaltou que a experiência da Finlândia a fez pensar na importância de lançar ainda mais sementes de transformação com o apoio dos pais e de toda comunidade educativa.

Dentre as diferenças no sistema educacional Finlandês estão a carga horária de ensino que atualmente é de 995 horas por ano contra 800 do Brasil. E 100% dos professores finlandeses do ensino fundamental possuem mestrado. No Brasil este percentual é de apenas 2%.

Culturalmente, o profissional do magistério é muito respeitado pela população da Finlândia. Questões culturais e estratégias formam a base do sistema que transformou a educação, fazendo deste país um exemplo para o mundo.

Texto: Moira Paula
Foto: Divulgação
Assessoria de Comunicação Salesiana

2018-10-04T13:06:39+00:00 4 outubro, 2018|Colégio|